Aqui no Bitback a gente já explicou o que é Bitcoin e já falamos sobre a tecnologia por trás da criptomoeda, a blockchain.

A blockchain é um livro de registro contábil público, ou seja, qualquer pessoa pode auditar qualquer transação. Basta ter a hash, que é um código gerado no momento que uma transação é realizada.

O que é e como funciona a blockchain?
Exemplo de uma hash

Essas transações são armazenadas em blocos, e esses blocos se conectam, formando cadeias. Isso você já sabe. Então, onde entra a mineração?

Minerando Bitcoin

A “mineração” do Bitcoin é basicamente o mesmo que o conceito conhecido de mineração. Contudo, as “picaretas” usadas são diferentes.

Para “lacrar” as transações e torná-las altamente seguras, é preciso um alto nível de criptografia. Para realizar os cálculos criptográficos envolvidos no processo, é necessária uma grande capacidade de computação – formando uma calculadora gigante, por exemplo.

É aí que entra a “mineração”. Pessoas que cedem seus computadores ou utilizam dispositivos focados nisso dedicam energia computacional para resolver cálculos matemáticos complexos. Essas são as picaretas, elas estão batendo até sair a hash, citada lá em cima.

Surgida a hash, é utilizada uma grande capacidade computacional para vedar o bloco onde está a transação. Essa forma de utilizar aparelhos para resolver cálculos matemáticos e fazer surgir Bitcoin se chama “prova de trabalho”.

Um exemplo de dispositivos para mineração de Bitcoin.

Existem outras formas de mineração em outras criptomoedas, como a “prova de participação”, mas aqui estamos falando só do Bitcoin. “Minerar” Bitcoin é dedicar um ou mais dispositivos à resolução de cálculos complexos. Resolver esses cálculos significa a descoberta de um Bitcoin e a “vedação” dos blocos com as transações.

O processo de mineração consome muita energia elétrica, razão pela qual é desvantajoso minerar Bitcoin sozinho atualmente. Deixar seu dispositivo em uma mining farm é uma decisão mais segura. Uma mining farm é um prédio onde diversos dispositivos voltados à mineração de criptomoeda se amontoam.

Agora quando te perguntarem o que é minerar Bitcoin, você já poderá responder que é a resolução de diversos cálculos matemáticos complexos que ajudam a manter a segurança da rede e descobrir novos Bitcoins.

Aprendida a lição sobre como minerar Bitcoin, agora você já pode se cadastrar no Bitback para conhecer mais sobre esse mundo. Comprando nas quase 400 lojas parceiras, você recebe cashback em Bitcoin. É a oportunidade perfeita para acumular a criptomoeda sem esforço.

O cadastro é fácil e gratuito, e pode ser feito por meio de uma conta Google ou do Facebook já existentes.

É possível ainda indicar amigos e ganhar R$ 10,00 em Bitcoin quando a primeira compra deles for confirmada. Facinho ganhar criptomoeda assim, né?

Ofertas, descontos e cashback em bitcoins é só no Bitback!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *